UESPI lança edital de Curso de Especialização em Educação Contextualizada e Gestão no Semiárido

LANAME~2O governador do Piauí Wilson Martins assinou, nessa quinta-feira (25/04), o edital de lançamento dos cursos de pós-graduação em Educação Contextualizada para Convivência com o Semiárido e de Gestão em Políticas Públicas no Semiárido. O lançamento aconteceu na solenidade de inauguração do campus do Instituto Federal do Piauí (IFPI), no município de Oeiras.

Para Wilson Martins, os cursos de pós-graduação são ações objetivas, e de longo prazo do governo para a convivência com o Semiárido, que se somam às medidas emergenciais no combate à seca. Os cursos são voltados para professores, coordenadores e supervisores das escolas públicas localizadas no Vale do Canindé e têm como eixo principal ampliar os aspectos educativos para a convivência com o clima e as condições ambientais de cada região.

“Os cursos chegam num bom momento e permitem a qualificação da mão de obra. Em breve, lançaremos o Programa Viva o Semiárido, programa do Governo do Piauí em parceria com o Fundo de Investimento para o Desenvolvimento da Agricultura (Fida), pelo qual investiremos R$ 80 milhões na educação e qualificação de jovens e no setor produtivo, gerando emprego e renda.

O programa abrangerá 89 municípios espalhados pelos territórios da Serra da Capivara, do Vale do Canindé, do qual Oeiras é a base principal, do vale do Guaribas, com Picos como centro, e no vale do Sambito”, explica Wilson Martins.

Os cursos de pós-graduação serão realizados pela Universidade Estadual do Piauí (Uespi), por meio do Núcleo de Estudo e Pesquisa Rural e Regional (Nuperre), em parceria com a Secretaria Estadual da Educação e Cultura (Seduc), Diretoria de Convivência com o Semiárido e Rede de Educação do Semiárido (Resab).

O reitor da Uespi, professor Carlos Alberto, ressaltou o lançamento dos cursos de pós-graduação como um marco na educação na região do Semiárido. 

“Ser ou não ser sertanejo é um conflito que se desenvolve historicamente e que ao mesmo tempo é influenciado e influencia as políticas públicas traçadas para o sertão. Na medida em que essas políticas não respeitem a cultura, o lugar, as pessoas, não colocando essas como seu foco real, não conseguem se traduzir na melhoria para o sertão; daí a importância da formação contextualizada buscando conhecer e apontar soluções para os gestores definirem políticas corretas para o desenvolvimento sustentável do Semiárido”, afirmou.

São cinco cursos com 40 vagas em cada um e serão realizados nas cidades de Oeiras, São Raimundo Nonato, Picos, Paulistana e Valença. Dois cursos são voltados para a educação contextualizada e três para gestão pública dentro do Semiárido. O curso de Gestão e Políticas Públicas no Semiárido tem como público-alvo gestores municipais e membros de Conselhos locais de desenvolvimento rural e membros dos colegiados territoriais, técnicos de ONGs que trabalham com ações de convivência com o Semiárido e técnicos do Governo Estadual.

Os cursos são financiados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no valor de R$ 928.000,00, por meio de emenda parlamentar de autoria do deputado Nazareno Fonteles, e R$ 93.755,50 do Tesouro Estadual.

Fonte: Assessoria de Comunicação – UESPI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s