Hortas devem aumentar geração de renda de famílias

A qualidade de vida nos dias atuais se torna cada vez necessária. Sabendo disso o Centro de Formação Mandacaru já vem a 25 anos motivando e colaborando com famílias do Semiárido a melhorarem de vida seja através da educação, acesso a terra, acesso a água e também na geração de renda. Nos últimos quatro anos a Entidade com o apoio de grupos da Alemanha e organizações aqui no Brasil, já 20 estruturou hortas sombreadas que atualmente produzem hortaliças agroecológicas sendo comercializadas nos estabelecimentos comerciais e feiras dos municípios de Pedro II e Milton Brandão. Juntas essas famílias estão colocando no mercado aproximadamente 350 quilos de hortaliças diariamente nestes dois municípios. Hortaliças sem a utilização de nenhum tipo de agrotóxicos, ou seja, saudáveis. Pode até parecer um número pequeno se comparado com os grandes volumes de verduras vendidas diariamente na região, porém se mencionado a quantidade de famílias que deixam de comprar e claro consumir verduras contaminadas, esse número vai lá pra cima, pois cada quilo de verdura é suficiente para pelos menos cinco ou seis famílias.

Continuar lendo

Festa e cultura Juninas unidas no mesmo espaço

A cada ano o setor de educação do Centro de Formação Mandacaru tem trabalhado e organizado a festa que traduz cultura e tradição do Nordeste do Brasil. São as festas juninas que atrai um público muito bom durante as apresentações, além de oportunizar os estudantes a mostrarem todo o talento que tem seja na dança, na criatividade ou animação. A escola Asa Branca realizou sua festa junina na Praça Monsenhor Lotário, vila Kolping com os alunos e famílias da escola no Bairro São Francisco na tarde e noite de quarta feira dia 05 de julho. Além de bem organizada, as apresentações foram muito bonitas mostrando a alegria das crianças em participar do momento cultural. É a oportunidade também de realizar uma festa para e com as famílias do bairro.

A Ecoescola Thomas a Kempis realizou sua festa julina na noite desta quinta feria dia 06 de junho e atraiu um grande público para a quadra da escola, local das apresentações.

Continuar lendo

Escola de Educação Infantil Asa Branca realiza seu Arraiá

A praça do Monsenhor Lotário Weber foi palco nesta quarta feira, 05 de julho de uma das mais lindas festas em comemoração às tradições nordestinas brasileiras: o arraiá da Escola de Educação Infantil Asa Branca, do Centro de Formação Mandacaru de Pedro II.  Centenas de pessoas se reuniram no final da tarde para prestigiar as apresentações feitas pelas crianças que deram um show. A festa teve apresentações de danças típicas do folclore nordestino como: dança da chuva, dança da fogueira, dança da saia, dança dos balões, casamento matuto e quadrilha. Mas uma das mais impressionantes para o publico mirim que lá estava foi a presença do Bumba-meu-boi. O arraiá ainda teve apresentações das professoras que embalaram o público através de uma linda coreografia.

 

Cisternas nas Escolas: Encontro reafirma a educação contextualizada como missão

“Qual Semiárido queremos ou estamos mostrando em nossas escolas”? Perguntava a professora Jaqueline de Sousa aos participantes do Encontro Territorial do Programa Cisternas nas Escolas que o Centro de Formação Mandacaru estar executando no Território dos Cocais, região norte do Piauí. A pergunta teve uma valor especial para aquele momento, pois ali estavam entre os participantes, Secretários/as Municipais de Educação, Obras e Administração, Educadores/as, integrantes das comissões municipais entre outras coordenações. E as respostas também foram de destaques se considerados que quase todas as pessoas presentes refletiam que se ainda hoje o debate e modelo da educação contextualizada ainda são poucos aplicados nas escolas rurais, a missão é real e necessária. O debate em torno do tema ocorreu durante a palestra da professora Jaqueline de Sousa que também é coordenadora de Educação na Ecoescola Thomas a Kempis, uma instituição de ensino que trabalha há 15 anos o método de educação acima citado. Durante sua palestra a professora apresentava fatos e contextos históricos negativos que são repassados nas escolas fatos estes que não condizem a realidade do Semiárido, “um lugar rico e de pessoas sábias”, dia ela. E acrescentava: “Se temos e sabemos que nosso lugar não é assim, porque replicamos o que os livros de fora falam sobre nós? Por uma questão curricular”?. O senhor Francisco das Chagas Ribeiro que é Secretário Municipal de Obras do município de Milton Brandão, lembrava do quanto é importante discuti os valores e dons de um povo que também representam riquezas de uma região.

Continuar lendo

CEBI Piauí realiza assembleia estadual em Pedro II

A Ecoescola Thomas a Kempis em Pedro II recebeu no último fim de semana, (dias 23, 24 e 25 de junho), a Assembleia Estadual do Centro de Estudos Bíblicos – CEBI Piauí que contou com mais de 50 participantes das regiões centro e norte do Estado. O evento teve a assessoria da Neli de Almeida de Minas Gerais que fez um trabalho bem dinâmico e participativo do público. A Assembléia teve também momentos de estudos bíblicos do texto de Romanos e momentos de reflexão sobre a análise da atual conjuntura política e social do País.

Continuar lendo