Produção em estufa é aplicada visando melhor produção agroecológica

A cada período chuvoso chega o desafio dos agricultores familiares continuarem produzindo algumas hortaliças agroecológicas sem perder quantidade nem qualidade. Quem cultiva principalmente a cebolinha e o coentro conhece bem essa história. Prova disso tem sido a queda na produção dessas hortaliças no período entre fevereiro e abril nessa região de Pedro II, período em que as chuvas costumam ser mais intensas, o chamado por esses lados de período do inverno. Pois bem, há dois anos a Ecoescola Thomas a Kempis vem trabalhando em sua área de produção um dos modelos de estufa visando sanar esse problema para os pequenos produtores. Uma estufa que tem em sua cobertura um plástico apropriado para esse objetivo. Ele retém a água da chuva, porém não retém toda a luz solar, o que facilita o desenvolvimento das plantas. O projeto tem o acompanhamento dos técnicos e dos alunos da escola.

E os primeiros bons resultados já começam a aparecer. Em destaque duas culturas, a alface e o coentro. Para o técnico Francisco Uchoa, um dos responsáveis pelo o acompanhamento da produção, ainda é cedo para se firmar uma conclusão positiva, porém, afirma ele que os primeiros resultados estão sendo muito promissores.

A proposta da equipe na Ecoescola é desenvolver o sistema, conhecer melhor o desenvolvimento das plantas, os desafios e a partir daí levar o modelo para os produtores familiares passarem a produzir nas estufas, para obter como resultado uma melhor produção dessas hortaliças no período do inverno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s