Feira Agroecológica completa um mês

A feira mais comentada e mais animada de Pedro II nas últimas semanas completa um mês com bons resultados. É a feira agroecológica dos saberes e sabores de Pedro II que chegou e pela ótima participação do consumidor, ela veio pra ficar. Mesmo sendo cedo para se visualizar qualquer firmação, o evento mostra boa receptividade do público frequentador. Iniciada no dia 23 de julho na Praça do Mutirão a feira reúne 11 agricultores que cultivam produtos agroecológicos em algumas comunidades de Pedro II e que são acompanhadas pelo setor de Apoio a Agricultura Familiar do Centro de Formação Mandacaru.

Continuar lendo

Anúncios

Grupo parceiro visita projetos no Mandacaru

Uma equipe formada por 12 pessoas da Alemanha coordenada pelo Padre Bruno Kurth e a assistente pastoral Daniela Löhr esteve em Pedro II realizando um intercâmbio com uma rica troca de conhecimentos entre jovens do Brasil e Alemanha. Foi um momento também de valiosa oportunidade para que o grupo visitasse as famílias atendidas pelo Centro de Formação Mandacaru em algumas comunidades e bairros da cidade. Foram realizados encontros, celebrações, apresentações e a troca de conhecimentos principalmente na parte cultural. Momentos marcantes como a visita as famílias do bairro São Francisco onde o Mandacaru atende crianças entre 03 e 05 anos através da Escola Asa Branca. Especial também como a celebração das escolas bíblicas na região da Tapera dos Vital, mas precisamente na comunidade Saudoso localizada no município de Poranga no Ceará, entre tantos outros espaços.

Continuar lendo

Evento faz avaliação da execução de programa e debate os direitos das comunidades quilombolas

A execução do programa de cisternas da Articulação do Semiárido Brasileiro – ASA Brasil inclui a realização do Encontro Microrregional cujo objetivo é avaliar as ações trabalhadas e também promover o debate sobre temas presentes no Semiárido com foco nos territórios onde as organizações atuam. O Centro de Formação Mandacaru vem trabalhando desde fevereiro deste ano o programa de cisternas para a captação de água para o consumo humano em quatro municípios envolvendo três territórios na região norte do Piauí. Os municípios contemplados neste termo de parceria são: Luís Correia, Caxingó, Campo Maior e Sigefredo Pacheco. O evento aconteceu na Ecoescola Thomas a Kempis nos dias 26 e 27 de julho. Além de representantes de comissões municipais e famílias beneficiadas, algumas organizações comunitárias quilombolas de outros três municípios foram convidadas de Piripiri, Batalha e Assunção do Piauí.

Continuar lendo

Feira Agroecológica dos Saberes e Sabores inicia com muito sucesso

Confirmando a identidade e a preferência que o povo de Pedro II tem com suas raízes, a abertura da Feira Agroecológica dos Saberes e Sabores de Pedro II na manhã desta terça feira dia 23 foi um sucesso. Confirma também a informação de que o povo gosta dos produtos que vem direto da roça e dos quintais produtivos da região, ou seja, produtos da agricultora familiar. O gesto confirma ainda toda a sabedoria que o povo tem quando o assunto é produção familiar. Superando as expectativas de abertura desse evento que tem objetivo de acontecer uma vez por semana, os agricultores participantes da feira se mostraram contentes pelo volume de produtos negociados na manhã desta terça feira na Praça do Mutirão.

Continuar lendo

Escola Asa Branca traz cultura e animação na festa de São João

Toda festa para as crianças já é por si só uma grande brincadeira. Agora quando é festa de São João a brincadeira fica ainda mais animada. A tarde desta quinta feira dia 04 de julho reuniu na Praça Monsenhor Lotário na Vila Kolping uma animada festa da família Asa Branca. Isso por conta do Arraiá Junino que trouxe para a praça bonitas apresentações e como não poderia ser diferente, muita diversão das crianças que estudam na escola. Uma recheada programação movida pela tradição das quadrilhas juninas contemplou a dança da peneira, desfiles das Rainhas Mirins e claro a uma apresentação de quadrilha junina chamada “Trem do Forró’. Cada turminha sob a coordenação da sua professora se apresentou para seus papais e mamães que registravam tudo no celular.

Continuar lendo